Siga-nos

Sociedade

Hospital de Clínicas inaugura UTI com 20 leitos

Aumento na quantidade possibilitará mais internações de crianças e o crescimento de cirurgias eletivas no complexo

Da Redação, em 24 de abril de 2019
Divulgação

O reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marcelo Knobel, e o superintendente do Hospital de Clínicas (HC) da instituição, Antonio Gonçalves Filho, entregaram as instalações da nova UTI Pediátrica da unidade, com 20 leitos, na última quarta-feira (17).

As obras para duplicar a capacidade começaram no ano passado e custaram R$ 3,4 milhões com recursos da reitoria da universidade. A Secretaria de Estado da Saúde assegurou recursos de R$ 8.952.840,45 por ano para o custeio dos dez novos leitos, incluindo insumos e contratações. Essa é a maior UTI pediátrica da região em capacidade e área, com 450 m².

Vale destacar que o aumento no número possibilitará mais internações de crianças e o crescimento de cirurgias eletivas, como as cardíacas pediátricas que terão leitos fixos. “A ampliação também ajudará nos problemas decorrentes das doenças sazonais, como as internações de crianças com quadros respiratórios graves, especialmente o vírus sincicial respiratório, durante o outono e inverno”, explica a chefe da enfermaria de pediatria, professora Terezinha Tresoldi.

Salto de qualidade

Para o superintendente do HC, professor Antonio Gonçalves Filho, a nova área representa um salto de qualidade e segurança do paciente muito importante. “A configuração do espaço levou em conta muitos detalhes, como a humanização e o bem-estar de equipes, pacientes e acompanhantes, tornando o local mais eficiente e resolutivo”, salienta.

É a primeira vez que a área passa por reforma desde a construção do hospital, em 1985, e teve o objetivo dobrar o número de leitos de 10 para 20. Para a realização das obras, foi necessária a reforma de outra enfermaria que abrigou os 10 leitos até hoje. Essa é uma das maiores intervenções realizadas nos últimos 15 anos no espaço.

“A reforma consistiu na demolição total interna da UTI atual, para depois ser feita a reconstrução, levando em consideração o conceito atual arquitetônico, onde o posto de enfermagem fica localizado na área central e os leitos ao seu redor. Isso possibilita a visão em 360°, o que facilita o contato visual de cada paciente”, esclarece Sérgio Lacerda, engenheiro e diretor da Divisão de Engenharia e Manutenção (DEM) do HC.

Publicidade
Clique para comentar

Comentar

Sociedade

Usuários de patinetes elétricos expostos ao perigo

81% não usam itens de segurança, diz Procon-SP

Da Redação, em 15 de junho de 2019
EBC

Pesquisa feita pela Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, mostra que 28% dos 1.381 entrevistados declararam ter utilizado patinete elétrico, dos quais, 77% (302), por meio de locação do equipamento. Dos usuários que já alugaram, 81% responderam que não utilizam equipamentos de segurança e 57% costumam transitar pelas ciclofaixas.

A pesquisa revela ainda que 43% dos consumidores que responderam já ter utilizado o serviço de aluguel de patinetes deram o aceite no aplicativo sem ler o termo de uso e a política de privacidade. Ao todo, 65% declaram que não sabiam utilizar o equipamento.

Para 80% dos entrevistados o patinete elétrico é uma boa alternativa de transporte na cidade de São Paulo. Ao mesmo tempo, 72% defendem que exista algum tipo de regulamentação, tais como: locais para transitar e estacionar e uso de equipamentos de segurança. O questionário sobre o uso de patinetes elétricos foi disponibilizado no site da fundação entre os dias 14 e 27 de maio. O objetivo foi identificar a percepção do consumidor, que utiliza ou não esse meio de locomoção, sobre a segurança e a oferta do serviço.

Continue Lendo

Sociedade

Instituto Florestal recupera área em Mogi Guaçu

Área está localizada na Estação Experimental e visitantes poderão conhecer diferentes espécies do cerrado

Da Redação, em 14 de junho de 2019

Uma área de cerrado de aproximadamente 45 campos de futebol, em Mogi Guaçu, foi entregue para a população após ser recuperada. Agora, quem mora na região pode apreciar a natureza e conhecer a Trilha das Lobeiras.

“A trilha é bem estruturada e funciona bem para trabalhar a educação ambiental com crianças, jovens e adultos. Esperamos novos projetos para fortalecer ainda mais essa área que tem tudo para ser uma floresta estadual”, disse o diretor da Divisão de Florestas e Estações Experimentais do Instituto Florestal, Luiz Miguel Menezes. O instituto é responsável pela recuperação do local em parceria com o Aeroporto Internacional de Viracopos e a empresa Ceiba Consultoria Ambiental.

A área restaurada tem 442,5 mil metros quadrados e está localizada na Estação Experimental de Mogi Guaçu, na Fazenda Campininha. Ao todo, a trilha tem 1 km de extensão com sinalização em placas identificando espécies típicas do cerrado paulista. O visitante poderá conhecer conhecer diferentes espécies como rabo-de-burro (espécie de sapê comum em áreas de cerrado), além da floração e frutificação de lobeiras, jurubebas, indaiá, cajueiro-do-campo, gabirobas, entre outras.

“As áreas de cerrado são extremamente significativas para a manutenção da biodiversidade, mas ações práticas de restauração ecológica nesse bioma são relativamente mais raras”, completou o analista ambiental de Viracopos, Tiago Aranha.

Continue Lendo

Destaques