Siga-nos

Brasil

Justiça autoriza bloqueio de bens de Cabral e Eike Batista

Mais de R$196 milhões foram bloqueados do ex-governador Sérgio Cabral, e do empresário Eike Batista

Da Redação, em 15 de maio de 2019
EBC

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou o bloqueio de cerca de R$ 196 milhões do ex-governador Sérgio Cabral, do empresário Eike Batista, de empresas de Eike e de outras pessoas. O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) do Rio, em uma ação de improbidade administrativa, que busca reaver recursos públicos desviados em um esquema de corrupção, pelo qual os dois são investigados.

A 4ª Vara de Fazenda Pública Estadual autorizou o bloqueio de R$ 192,6 milhões de Cabral, Eike, Flavio Godinho, Wilson Carlos e da Centennial Asset Mining Fund por causa do pagamento de US$ 16,5 milhões feitos no exterior, entre 2011 e 2013. Os valores foram pagos, segundo a PGE, por um contrato fictício de intermediação na aquisição de uma mina entre uma empresa de Eike e uma offshore de fachada, que seria de Sergio Cabral.

Também foi autorizado outro bloqueio, de R$ 3 milhões, de Cabral, Eike, Adriana Ancelmo (mulher de Cabral), Flavio Godinho e EBX Holding Ltda, por causa de um contrato fictício celebrado entre as empresas de Eike e o escritório de Adriana Ancelmo, no valor de R$ 1 milhão. Em nota, a defesa de Cabral informou que o ex-governador “está à disposição das autoridades para esclarecer qualquer assunto relacionado ao seu governo, como reparar eventuais danos”.

Já o advogado Fernando Martins, que defende Eike Batista, considera que “a referida ação de improbidade é mais uma aberração jurídica sofrida pelo seu cliente, especialmente porque tem origem em fatos que comprovadamente não existiram e que, com certeza, serão sepultados no julgamento de segunda instância”.

Publicidade
Clique para comentar

Comentar

Brasil

Estrutura de concreto desaba em túnel no Rio

Cidade maravilhosa encontra-se novamente em estágio de crise com desabamento

Da Redação, em 17 de maio de 2019

O município do Rio de Janeiro entrou em estágio de crise no início da tarde de sexta (17) depois que uma estrutura de concreto desabou no Túnel Rafael Mascarenhas (Acústico). O desabamento fechou a via nos dois sentidos, interrompendo a principal ligação entre a zona sul e os bairros da Barra da Tijuca e São Conrado.

Ainda não há informações sobre feridos no desabamento. O Corpo de Bombeiros está no local, que é parte do percurso da autoestrada Lagoa-Barra. A prefeitura do Rio de Janeiro pede que os motoristas evitem trafegar entre a zona sul e a Barra, já que a Avenida Niemeyer – a outra ligação entre as duas regiões –, também está totalmente bloqueada. A via foi fechada ontem por causa de um deslizamento de terra em São Conrado.

A mobilidade na zona sul da cidade está ainda mais prejudicada porque o Túnel Rebouças, ligação da Lagoa Rodrigo de Freitas com o centro e a zona norte, está parcialmente interditado, devido a um acidente no sentido zona sul. A cidade já havia entrado em estágio de atenção na manhã de hoje por causa dos problemas de mobilidade. Além disso, há previsão de chuva forte para esta sexta-feira, além de ventos moderados a fortes e ressaca com ondas de até 2,5 metros.

Continue Lendo

Brasil

Presidente do Inep pede demissão

Elmer Coelho Vicenzi assumiu o cargo há menos de um mês e já é o segundo a sair da presidência

Da Redação, em 17 de maio de 2019
EBC

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Coelho Vicenzi, pediu demissão. A informação foi confirmada há pouco pelo Ministério da Educação (MEC). A pasta diz apenas que a demissão foi “a pedido”. O MEC divulgou hoje (17) que Alexandre Ribeiro Pereira Lopes, agora ex-diretor legislativo da secretaria executiva da Casa Civil, ocupará o cargo de presidência do Inep como substituto.

Delegado da Polícia Federal, Vicenzi, assumiu o Inep no dia 22 de abril. Ele foi chefe do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Coordenação-Geral de Polícia Fazendária da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado a estudantes desde a alfabetização até o ensino médio, além dos Censos Escolar e da Educação Superior

Continue Lendo

Destaques