Siga-nos

Esportes

Morre jornalista esportivo Roberto Avallone

O jornalista, apresentador e cronista esportivo morreu, aos 72 anos, em São Paulo, no Hospital Santa Catarina

Da Redação, em 25 de fevereiro de 2019

O jornalista e apresentador Roberto Avallone morreu, aos 72 anos, em São Paulo, no Hospital Santa Catarina. Ainda não foi informada a causa da morte. Ele teria passado mal durante a madrugada e levado ao hospital, mas não resistiu.

Avallone nasceu em 1947 e começou a carreira em 1966, no jornal Última Hora. Trabalhou também no Jornal da Tarde e em diversas rádios como Jovem Pan, Eldorado e Bandeirantes.

Em seu blog no Uol, Avallone dizia ser jornalista esportivo há mais de 45 anos. “Primeiro o jornal, depois o rádio; mais tarde a TV. E finalmente, a tal da internet. Troquei a velha Remington – de som marcante e inspirador – pelo mouse e teclado. Seja qual for o meio, seja qual for o ano corrente, lá estarei eu falando sobre minha grande paixão: o futebol. Tem gente que gosta do que faz. Eu faço o que gosto”, escreveu.

O jornalista também foi apresentador do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, onde ficou conhecido por bordões como “no pique” e “exclamação”. O Palmeiras, clube para o qual Avallone torcia, fez uma homenagem a ele em seu Twitter. “A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta o falecimento de Roberto Avallone e deseja força aos amigos e familiares do jornalista palmeirense”.

Publicidade
Clique para comentar

Comentar

Futebol

Corinthians garante vaga nos pênaltis

Corinthians consegue vitória heroica nos pênaltis, enquanto Santos se afunda cada vez mais no campeonato paulista

Da Redação, em 28 de fevereiro de 2019

Um placar, duas equipes em situações distintas que deixam a pergunta: qual o verdadeiro momento do time? Será que a igualdade de 1 a 1 no placar evidenciou o nivelamento de Santos e Corinthians com seus adversários estrangeiros da Copa Sul-Americana, o modesto River Plate do Uruguai e o líder argentino Racing respectivamente ou foi uma troca temporária de seus papéis no campeonato paulista, onde o time santista tem a melhor campanha e o alvinegro da capital pode ser ultrapassado pelos modestos Ferroviário e Bragantino ainda nesta rodada?

O time do parque São Jorge não começou bem esta temporada e chegou a ser terceiro em seu grupo no campeonato paulista. Ao empatar o primeiro jogo em casa contra o líder do campeonato argentino chegou-se a temer que o pior estava para acontecer mas o técnico Carille está conseguindo enfim acertar o seu elenco e conseguiu buscar o resultado na casa do adversário, graças ao ressuscitado Vagner Love, que voltou a marcar pelo Coringão após 1.179 dias para empatar o jogo e o gigante Cássio que pegou dois pênaltis garantindo a classificação.

Vexame santista sem vaias

Na noite anterior o Santos deu vexame, que só não foi pior pois o Pacaembu estava de portões fechados — punição pela confusão de torcedores em outra eliminação, para o Independiente na Libertadores 2018.

O time com melhor aproveitamento do Paulistão precisava de uma vitória simples para garantir a vaga mas teve atuação pífia e viu o modesto River Plate uruguaio abrir o placar na única chance que teve. Um vexame maior só foi evitado faltando quatro minutos pro fim da partida, com o gol de Soteldo. E a equipe que a folha de salário inteira é US$ 10 mil menor que o salário de Cueva, contratado como estrela alvinegra para temporada e que nem jogou na competição, levou a vaga.

Hoje o time do Parque São Jorge poupa alguns titulares de irem a Sorocaba encarar o São Bento e amanhã Santos reencontra a Vila Belmiro depois de 40 dias para receber o Oeste. E a pergunta fica: os jogos internacionais foram exceção ou uma nova realidade?

Continue Lendo

Futebol

Pacaembu não poderá ser utilizado no Brasileirão

Por conta de problemas com sua iluminação, e também pelo processo corrente de privatização, o Pacaembu ficará fechado

Da Redação, em 28 de fevereiro de 2019
Free Images

Além do imbróglio referente ao processo de licitação do estádio municipal do Pacaembu, agora o campo não receberá partidas pelo Campeonato Brasileiro desse ano. O novo problema é referente à exigência da Confederação Brasileira de Futebol para que os estádios tenham capacidade de iluminação mínima de 800 lux. O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho só tem estrutura para 600 lux e a prefeitura informou que não irá fazer reformas de adequamento por conta do edital de licitação. A alterações no objeto de processo licitatório em tramitação aumentaria custos já pré-definidos.

Os quatro grandes times paulistas possuem estádios próprios, mas eventualmente mandavam seus jogo para o Pacaembu. O Palmeiras utilizava o estádio quando havia shows programados em sua arena. Corinthians e São Paulo, quando havia reparos de gramado ou obras em seus campos. Santos é o que mais utiliza o estádio. Ano passado foi cogitada a possibilidade do clube participar do processo de licitação do estádio. Este ano já foram 3 jogos na capital, por conta das reformas na Vila Belmiro.

Continue Lendo

Destaques