Siga-nos

País

Novas estações de metrô têm entrega adiada de novo

Problemas na execução das obras atrasam a entrega das novas estações da Linha 5-Lilás do metrô paulistano

Da Redação, em 16 de novembro de 2017
Divulgação/Metrô de São Paulo
Segundo comentaram ao Pátria Paulista funcionários da Secretaria de Transportes Metropolitanos, problemas na execução de obras entre as futuras Estações Eucaliptos e Moema, bem como disputas administrativas entre empresas que farão o acabamento das Estações Santa Cruz (ligação com a Linha 1-Azul) e Chácara Klabin (ligação com a Linha 2-Verde), farão com que seja adiada por pelo menos quatro meses a entrega de novas estações da Linha 5-Lilás do metrô da cidade de São Paulo. A previsão anterior era que as novas estações pudessem ser abertas ao público já em dezembro.

Segundo a secretaria, há sete estações em obras na Linha 5-Lilás, nas quais 4,3 mil funcionários trabalham nos retoques finais. O novo cronograma de entrega das novas estações dessa linha ficou, portanto, assim: em janeiro a Estação Eucaliptos; em fevereiro, Moema, AACD-Servidor e Hospital São Paulo; em abril as duas integrações com as estações já em operação, Santa Cruz e Chácara Klabin; e em dezembro, a estação Campo Belo. Anteriormente, as estações estavam previstas para dezembro, exceto a Estação Campo Belo, que ficaria para 2018.

Trata-se de mais um adiamento no cronograma das estações, prometidas originalmente para entrega no ano de 2014. Mas obras suspensas por suspeitas de ação de cartéis e acusações de favorecimento para algumas empresas no fornecimento dos trens atrasaram a conclusão das estações a tempo. Por conta das investigações nas empresas participantes do consórcio que construiria as novas instalações do metrô, o cronograma de entrega já tinha sido alterado para 2015 pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

A lentidão da justiça brasileira, o vai-e-vem das investigações, greves e ameaças de interrupção das obras levaram o governo paulista a postergar a data de abertura das novas estações para 2016, 2017, e agora ficaram para 2018. Numa tentativa de acelerar as obras e fazer valer o acordado em contrato, o governo estadual multou o consórcio responsável pela construção das estações em R$ 4,6 milhões no ano passado.

Outro motivo de dor-de-cabeça para a secretaria tem sido a indefinição sobre a concessão do monotrilho da Linha 17-Ouro à iniciativa privada. O edital foi suspenso por ordem do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que atendeu a pedido da bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) na Assembleia Legislativa. Com esse hiato, o monotrilho pode ficar totalmente operacional apenas em 2019 – uma lástima, numa metrópole tão necessitada de transporte coletivo rápido e de qualidade, como nossa capital.

  • As novas estações da Linha 5-Lilás serão entregues só no ano que vem (fotos - divulgação/Metrô de SP)

  • Problemas diversos nas obras atrasaram a entrega das estações em mais de 3 anos

  • Em outras estações o momento é o de instalar equipamentos de apoio.

  • As obras em muitas estações estão em estágio avançado, com vidros e detalhes já postos

  • A parte interna das estações estão recebendo o acabamento final

  • A sinalização visual das estações começa a ser afixada para conforto do público

  • O design moderno das estações da Linha 5-Lilás chama a atenção

  • Em algumas estações ainda há muito o que fazer.

  • Agora é esperar para ver se até o ano que vem teremos as novas estações entregues

Publicidade
Clique para comentar

Comentar

Sociedade

Avianca cancela ainda mais voos em São Paulo

Ao todo 46 voos foram cancelados nesta segunda-feira (22) na capital

Da Redação, em 22 de abril de 2019
EBC

A companhia aérea Avianca cancelou 46 voos (22 partidas e 24 chegadas) que têm São Paulo como origem ou destino de suas viagens nessa segunda-feira (22). Em crise, a empresa implementou, desde o último dia 12, um plano de recuperação judicial. A maioria dos voos afetados (45) passariam pelo Aeroporto de Guarulhos (GRU-Airport), que opera, por volta do meio dia, com 11 voos em atraso.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a companhia inicia hoje (22) a devolução amigável de 18 aeronaves para as empresas de leasing. A operação de retirada de voos será gradual, e a Avianca deve seguir determinação de adequação da malha aérea, do sistema de venda de passagens e da divulgação dos voos cancelados.

Em nota, a empresa informou que os passageiros devem consultar, com 72 horas de antecedência, o status do seu voo no site.Quem comprou passagens diretamente da Avianca (loja, site ou por telefone) precisa entrar em contato e pedir reembolso ou reacomodação. Aqueles passageiros que adquiriram seus bilhetes em agências ou sites de viagem, deve entrar em contato diretamente com essas empresas. Voos que não constam da lista vão operar normalmente.

“A Avianca Brasil lamenta os transtornos causados aos clientes em função do cancelamento pontual de alguns voos e informa está se empenhando para minimizar o impacto durante o feriado prolongado”, diz a nota. A Anac informou que mantém a fiscalização da relação da Avianca com os passageiros e também da execução das ações, com garantia de segurança das operações. É possível registrar reclamação, caso necessário, na plataforma www.consumidor.gov.br.

Continue Lendo

Sociedade

Estação Barra Funda da CPTM terá ação de saúde

Nesta segunda-feira (22), quem passar pela Estação Palmeiras Barra Funda poderá fazer testes de glicemia e aferir a pressão arterial

Da Redação, em 22 de abril de 2019

Nesta segunda-feira (22), quem passar pela Estação Palmeiras Barra Funda, que atende as Linhas 7-Rubi e 8-Diamante, poderá realizar exames de pressão arterial e teste de glicemia gratuitamente. A ação ocorre das 10h às 16h. Profissionais estarão informando sobre os riscos da diabetes e hipertensão, além de orientar o uso correto dos medicamentos.

A aferição da pressão arterial é um procedimento simples e eficaz para detectar a hipertensão. A pressão alta é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Doenças que podem ser evitadas desde que os hipertensos conheçam sua condição, mantenham-se em tratamento e com a pressão controlada.

O teste de glicemia é feito através de uma gota de sangue retirada da ponta dos dedos das mãos, que determina com precisão o nível de glicose. O procedimento é importante para identificar o diabetes – doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue utilizar adequadamente a insulina que produz.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença afeta mais de 13 milhões de brasileiros. A iniciativa é realizada com o apoio da CPTM, que abre espaços em suas estações para atividades ligadas à promoção da saúde e ao bem-estar dos passageiros, e também ações culturais e artísticas de artistas e instituições parceiras.

Continue Lendo

Destaques