Siga-nos

Futebol

Pacaembu não poderá ser utilizado no Brasileirão

Por conta de problemas com sua iluminação, e também pelo processo corrente de privatização, o Pacaembu ficará fechado

Da Redação, em 28 de fevereiro de 2019
Free Images

Além do imbróglio referente ao processo de licitação do estádio municipal do Pacaembu, agora o campo não receberá partidas pelo Campeonato Brasileiro desse ano. O novo problema é referente à exigência da Confederação Brasileira de Futebol para que os estádios tenham capacidade de iluminação mínima de 800 lux. O Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho só tem estrutura para 600 lux e a prefeitura informou que não irá fazer reformas de adequamento por conta do edital de licitação. A alterações no objeto de processo licitatório em tramitação aumentaria custos já pré-definidos.

Os quatro grandes times paulistas possuem estádios próprios, mas eventualmente mandavam seus jogo para o Pacaembu. O Palmeiras utilizava o estádio quando havia shows programados em sua arena. Corinthians e São Paulo, quando havia reparos de gramado ou obras em seus campos. Santos é o que mais utiliza o estádio. Ano passado foi cogitada a possibilidade do clube participar do processo de licitação do estádio. Este ano já foram 3 jogos na capital, por conta das reformas na Vila Belmiro.

Publicidade
Clique para comentar

Comentar

Futebol

Corinthians garante vaga nos pênaltis

Corinthians consegue vitória heroica nos pênaltis, enquanto Santos se afunda cada vez mais no campeonato paulista

Da Redação, em 28 de fevereiro de 2019

Um placar, duas equipes em situações distintas que deixam a pergunta: qual o verdadeiro momento do time? Será que a igualdade de 1 a 1 no placar evidenciou o nivelamento de Santos e Corinthians com seus adversários estrangeiros da Copa Sul-Americana, o modesto River Plate do Uruguai e o líder argentino Racing respectivamente ou foi uma troca temporária de seus papéis no campeonato paulista, onde o time santista tem a melhor campanha e o alvinegro da capital pode ser ultrapassado pelos modestos Ferroviário e Bragantino ainda nesta rodada?

O time do parque São Jorge não começou bem esta temporada e chegou a ser terceiro em seu grupo no campeonato paulista. Ao empatar o primeiro jogo em casa contra o líder do campeonato argentino chegou-se a temer que o pior estava para acontecer mas o técnico Carille está conseguindo enfim acertar o seu elenco e conseguiu buscar o resultado na casa do adversário, graças ao ressuscitado Vagner Love, que voltou a marcar pelo Coringão após 1.179 dias para empatar o jogo e o gigante Cássio que pegou dois pênaltis garantindo a classificação.

Vexame santista sem vaias

Na noite anterior o Santos deu vexame, que só não foi pior pois o Pacaembu estava de portões fechados — punição pela confusão de torcedores em outra eliminação, para o Independiente na Libertadores 2018.

O time com melhor aproveitamento do Paulistão precisava de uma vitória simples para garantir a vaga mas teve atuação pífia e viu o modesto River Plate uruguaio abrir o placar na única chance que teve. Um vexame maior só foi evitado faltando quatro minutos pro fim da partida, com o gol de Soteldo. E a equipe que a folha de salário inteira é US$ 10 mil menor que o salário de Cueva, contratado como estrela alvinegra para temporada e que nem jogou na competição, levou a vaga.

Hoje o time do Parque São Jorge poupa alguns titulares de irem a Sorocaba encarar o São Bento e amanhã Santos reencontra a Vila Belmiro depois de 40 dias para receber o Oeste. E a pergunta fica: os jogos internacionais foram exceção ou uma nova realidade?

Continue Lendo

Futebol

Prefeitura da capital aperta cerco sobre CTs

Conjunto de irregularidades faz com que grandes e pequenos clubes da capital tenham que se adequar às normas

Da Redação, em 15 de fevereiro de 2019
Divulgação/Esporte Clube Palmeiras

Em decorrência do incêndio no alojamento do Centro de Treinamento(CT) do Flamengo, no Rio de Janeiro, que matou dez adolescentes e deixou três feridos foi constatado que a equipe carioca não tinha álvara de funcionamento da Prefeitura e estava sem autorização do Corpo de Bombeiros para funcionar. A comoção com os garotos do Ninho do Urubu fez com que clubes de futebol de outros estados tivessem suas documentações revistas e questionadas pelo poder público.

Em São Paulo, a prefeitura da capital, através da Secretaria de Esportes e Lazer, começou a levantar a situação dos CTs e alojamentos dos clubes para evitar que uma nova tragédia se repita. A Barra Funda concentra três clubes: do São Paulo, Palmeiras e Nacional, todos vizinhos. Na Mooca fica o centro da Juventus e na Zona Leste o do Corinthians e Portuguesa.

Grandes tomam providências

Para evitar problemas para a equipe, o São Paulo transferiu seus jogadores do Centro de Treinamento na Barra Fundo para o Centro de Formação, em Cotia na noite de terça-feira passada. Já Palmeiras e Corinthians terão que adequar seus alojamentos, que funcionam em imóveis residenciais, que possuem regras bem mais brandas de liberação dos bombeiros do que os usados para alojamento de adolescentes.

O alviverde realocou um número não informado de atletas de sua base que estavam em quatro casas e um edifício nos arredores da Arena Palmeiras para um hotel da capital. O Coringão informou que irá se adequar às exigências mas não irá remover seus atletas do local onde estão, no Tatuapé, Zona Leste da capital. O clube também não informa o número exato de menores habitando o imóvel mas informa que a Casa do Atleta tem capacidade para 35 moradores.

Representantes da prefeitura informaram que, no caso das casas que servem como alojamentos, tanto seus proprietários quanto os clubes que os alugam terão que promover adaptações – como instalação de extintores, criação de rotas de fuga, instalação de sistemas contra incêndio, entre vários outros requisitos.

Pequenos se esquivam

Entre os pequenos clubes, a Juventus retirou dois atletas da base que moravam no alojamento do clube. A Portuguesa informou que não possui nenhum adolescente morando em seu alojamento mas por medida preventiva retirou três atletas profissionais do local após a notificação da Prefeitura.

Em entrevista, o secretário de esportes e lazer Carlos Bezerra Júnior foi enfático sobre as medidas a serem usadas. “Se houver algum risco, vamos determinar o fechamento imediato [dos alojamentos]. É necessário é que as providências mínimas de segurança sejam tomadas”, afirmou.

Continue Lendo

Destaques